Tudo o que você precisa saber

O processamento auditivo é o conjunto de habilidades e tarefas necessárias para que o individuo possa analisar, organizar, compreender e interpretar o que ouviu. Está para além da capacidade de captar os sons, tarefa que pertence aos ouvidos, mas refere-se à habilidade do cérebro lidar com a informação acústica.

E quais são as Habilidades Auditivas?

Atenção Auditiva, Memória Auditiva, Figura-Fundo, Localização Sonora, Síntese Binaural, Discriminação Auditiva, Fechamento auditivo e Associação.

Para que precisamos ter boas Habilidades de Processamento Auditivo?

  • Para sermos capazes de nos comunicar eficientemente;
  • Para aprendermos uma nova informação;
  • Para realizarmos tarefas em nossa vida diária.

O que é Transtorno do Processamento Auditivo Central – TPAC?

É a ineficiência de uma ou mais habilidades do Processamento Auditivo, gerando interferência na vida do indivíduo.

As seguintes queixas podem estar presentes:

  • Dificuldade para aprender a ler e/ou escrever;
  • Trocar de letras na fala e/ou na escrita;
  • Dificuldade de memória;
  • Desatenção e/ou distração;
  • Agitação;
  • Dificuldade para ouvir e prestar atenção em ambientes ruidosos;
  • Pedir para repetir;
  • Demora para compreender o que foi dito;
  • Dificuldade em conversar com muitas pessoas ao mesmo tempo;
  • Dificuldade na localização sonora;
  • Dificuldade em realizar uma sequência de tarefas solicitadas;
  • Usuário de aparelho auditivo que ainda apresenta dificuldade em compreender.

Como diagnosticar o TPAC?

O diagnóstico é realizado pelo médico otorrinolaringologista e o fonoaudiólogo, através de uma avaliação completa da audição, incluindo o exame de Processamento Auditivo Central. Este exame é realizado em cabine acústica, com fones auriculares, através dos quais são aplicados testes gravados padronizados por faixa etária.

Para realizar o exame é preciso ter mais de 7 anos e compreender as tarefas. No caso de perda auditiva, a audiometria deve ser analisada antes, para verificar se é possível realizar o teste.

E o tratamento?

O Transtorno do Processamento Auditivo Central tem tratamento e pode ser normalizado. O tratamento consiste na estimulação das habilidades auditivas (atenção auditiva, memória auditiva, figura-fundo auditiva, etc.) necessárias para compreendermos uma mensagem. Utilizamos o treinamento auditivo como método terapêutico para a reabilitação auditiva.

Existem dois tipos:

Treinamento Auditivo Formal:

Treino realizado em cabine acústica, através de estímulos auditivos controlados;

Treinamento Auditivo Informal: Treino realizado fora da cabine, através de softwares, CD’s e aplicativos; hierarquicamente organizado, exige atividade de atenção, memória, cognição e linguagem.

A união entre o treinamento formal e informal é o ideal, propiciando uma intervenção intensiva e extensiva incluindo palavras reais e locais do dia a dia que são funcionais para o paciente. Isso maximiza a eficácia da generalização e do tratamento. (MUSIEK, CHIERMAK, WEIHING, 2007).

 

Deisi Garbo – Fonoaudióloga CRF.ª 3 10202

Rosângela Maoski  – Fonoaudióloga CRF.ª 3 9379

 

 

Faça um comentário